Aleatoriedades: Finalmente um para você

Finalmente chegou aquela hora que eu faço um texto sobre você. Antigamente você costumava adorar cada palavra que eu escrevia sobre minhas experiencias românticas frustradas. Pois bem, você se tornou uma delas.

Eu não me arrependo de nada do que aconteceu, mas sim como aconteceu. Pressão, principalmente da minha parte, em começar algo que não era para ser. Não estava previsto nas próximas páginas, sabe?

Então, o reino de fantasias estava acabando. E eu vou te contar uma historinha: eu sempre soube do que acontecia.  Eu sabia do que estavam falando, como falavam, sobre  o que falavam e não por dedução, e sim porque me contavam. As aparências enganam e meu bem, enganou por muito tempo.

Eu sofri tanto que no fim já não conseguia sentir nem o mínimo. Da felicidade ao desprezo em menos de um mês. Da esperança a absolutamente nada. Todas as tentativas de entender, de tentar salvar o que restava, de me sacrificar abrindo um sorriso mesmo estando em pedaços por dentro não adiantaram. Não estava escrito, não tinha destino.

Eu não lamento. Aquelas lágrimas antes de dormir, a falta de sono a noite, o mal todo que me causou enquanto você ensaiava sorrisinhos em uma festa qualquer. Não, eu não Lamento. Mas eu acredito em carma amor, e ele vem para todo mundo.

Eu nunca fiz nada certo durante muito tempo, mas dessa vez eu acertei. 😉

Anúncios

TCC: A saga chega ao fim

Fala meus amore, tô de volta e agora é pra bomba esse blog de posts, hein!
Bom, finalmente terminei meu livro-reportagem sobre ufologia e jornalismo depois de muito tempo me dedicando somente a isso. E te digo, é trabalho hein?!

Bom, primeiro eu queria contar uma história pra vocês. Quando tinha mais ou menos uns sete anos, estava na varanda da casa dos meus avós em Águas da Prata, e avistei uma luzinha no céu. Ela se movia muito rápido e perguntei ao meu avô o que era aquilo. Ele me respondeu que era um disco voador. Meses depois estourou a história do ET de Varginha e eu, uma criança, morria de medo daquelas matérias que passavam na televisão. Tive que lidar com meus medos desde pequena, o que não foi fácil, visto que absolutamente tudo me assustava. Depois de passar por tratamentos psicológicos, entendi a origem do meu medo e comecei a trabalhar isso. Estudei fenômenos paranormais, assisti documentários, filmes, e junto a isso, a ufologia.

Quando decidi pelo tema que iria trabalhar no TCC tive muito medo, mas não de extraterrestres me abduzindo como antes. Medo do preconceito com o assunto, medo de não ser levada a sério. Eu tinha que encarar esse fato com a maior maturidade possível, afinal eu teria que lidar com aquelas piadas ou a dúvida se meu trabalho era digno de credibilidade. E sim, realmente tive que lidar com isso. A falta de informação do público, mesmo com milhões de dados na internet, ainda é tão profundo que nem uma pesquisa séria escapa do deboche. Então a primeira dica de quem é cético em relação ao assunto: tenha argumentos, e não piadinhas de mal gosto.

Não é de hoje e nem do nada que pesquiso sobre isso. Há muito tempo a ufologia me encanta e eu queria falar sobre isso em algum momento do meu curso. Nada melhor do que um trabalho de conclusão. Em meu livro, falei sobre casos desconhecidos no qual a hipótese era a casuística ufológica, sobre como a imprensa cresceu e noticiou esses fatos, sobre investigação ufológica, como ela é feita com base em laudos e documentos de comprovação. Por fim, dissertei sobre a investigação, apuração e credibilidade dos materiais jornalísticos produzidos pelos ufólogos, como por exemplo a Revista UFO e o internacional The MUFON Journal. Entrevistei jornalistas e ufólogos especializados na parte jornalística e produção de livros.  Consegui até duas fontes internacionais para falar sobre o assunto!

Há muito o que se aprofundar na ufologia, este livro é apenas um começo. Um mar de informações e detalhes que quero explorar, junto a vontade de escrever mais e mais. Infelizmente ainda vou ter que encarar a inconveniente frase ” Você é jornalista, tem que se distanciar do tema”, ou as caras de deboche me fazendo perguntas sem sentido. Eu escrevo sobre o que eu gosto, com o meu coração dedicado totalmente ao que faço…e sabe, isso sim me faz feliz!

Minha banca será no fim de novembro, me desejem sorte ❤

23163677_1466780296732204_1144582708_n

 

#Cinema: Meu Veredicto sobre Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar

Finalmente saiu.
Eu estava ansiosa, eu tava com medo de ir e me decepcionar, eu estava cheia das inseguranças de fã. Mas não é que o filme me surpreendeu muito!

Resultado de imagem para piratas do caribe a vingança de salazar gif

Por ser mais uma sequência, a gente fica um pouco apreensivo com a qualidade do filme e principalmente da história. O quinto filme conta a história de Salazar e sua vingança contra Jack Sparrow, que o levou a uma maldição no passado. Jack sempre bêbado, agora é quase no filme inteiro. Henry Turner – sim, o filho do nosso William Turner ❤ – procura pelo tridente de Poseidon, que controla o mar e pode acabar com a maldição do Holandês Voador e salvar seu pai. No caminho ele encontra Karina, uma jovem cientista que está fugindo de ir para a forca acusada de bruxaria. Nesse meio tempo, os personagens Capitão Barbossa, Mestre Gibbs e todos os outros também já fazem parte da história.

Resultado de imagem para piratas do caribe a vingança de salazar gif

Okay, você vai me falar sobre todas esses histórias misturadas e ninguém entendendo mais nada. Sim, também achei muitas histórias e muitos personagens para assimilar. Mas tudo isso compensa com a melhor fotografia que eu já vi em um filme, melhores efeitos, atuações e o melhor do melhor…. a maravilhosa Elisabeth Swann Turner volta – não abre a boca, mas volta –  linda e plena.
P.s: Foi a cena que eu mais chorei na vida. Linda, emocionante e nostálgica.

Resultado de imagem para pirates of the caribbean dead men tell no tales elizabeth gif

Eu sou muito suspeita para dizer. Piratas do Caribe é o filme da minha vida, cresci assistindo e me apaixonando cada vez mais pela trama. Dizem que esse é o último filme da franquia, o que eu duvido um pouco, mas se for, fecharam com chave de ouro. Chorei muito, fiquei muito apreensiva, mas por fim, Piratas do Caribe será para sempre o filme que mais me marcou.

Resultado de imagem para pirates of the caribbean dead men tell no tales  gif

E para celebrar essa maravilha de filme, tomei coragem e fiz uma tatuagem em homagem a franquia e também ao meu personagem preferido: Capitão Jack Sparrow. Não poderia deixar de homenagear algo tão importante para mim.
Agora, Jack, você será eterno ❤

19024438_1333556840054551_1996936970_o.jpg

#Aleatoriedades: Para se inspirar

Bom, para quem não sabe, estou em falta aqui no blog pois estou me matando para fazer o trabalho de conclusão de curso. Dei uma sumidinha, mas vou tentar escrever um pouco pra vocês agora nas férias.

Tem tanta coisa ainda pra fazer gente, uffa! Mas com muito esforço e amor, conseguimos tudo o que desejamos para o nosso futuro. E eu acredito, acima de tudo, no meu potencial.

Agora vamos ao que interessa. Cara, eu sou um pouco atrasada e só a pouco tempo descobri as maravilhas do Pinterest. Gente, que mágico ❤
Fiz várias pastas super legais e tô completamente apaixonada por tudo. Vou deixar aqui o link do meu perfil para os xuxus que quiserem me seguir. E claramente, vou deixar um compiladinho de fotos que eu gostei aqui embaixo ❤ ❤

Semana que vem, tia Kami vai viajar e vou tentar fazer umas fotos pra vocês bem legais. Tudo bem que vou para um lugar que só tem mato, mas vai ser interessante ficar um pouco longe de tudo. Um beijo, pessoinhas! :*

Perfil no Pinterest

 

 

Sumiço

Pessoas, perdão.
Tenho sumido do blog ultimamente e senti bem isso, pois não tenho nenhuma visualização :O
Estou fazendo o meu TCC e nossa, tem tanto trabalho da faculdade que não estou tendo tempos para dar uma palavrinha com vocês. Mas claro, as férias estão chegando e logo logo eu volto. Prometo.

Vou contar tudo sobre o trabalho, que está incrível. Essa experiencia está sendo única, a ufologia é algo muito mais amplo e profundo. Um beijo pra todos e volto logo ❤ ❤

P.s: Ah, pode me seguir no instagram pra acompanhar toda minha luta @kami.morais

#aleatoriedades

Acorda. Arruma a cama. tenta não pensar. O que está errado? Tanto faz. Toma café. Uma. Duas. Três colheres de açucará de coco. Não engorda. Oi, tudo bem. Cara de tédio. Almoço de sempre. Nunca fui de cozinhar. Esconde a lágrima. Limpa a lágrima. Borra a maquiagem. Tenta não amar. Tenta ser gelada. Frio de mais é ruim.

Trabalho. Faculdade. Jantar sem graça. Treina. Emagrece. Engorda tudo. Eu estou tentando. Suficiente? chora. Grita. Por que? de novo. Tudo gira. Não quero mais. Quero. Odeio. É mentira. Não acredita. Acredita. Mais um pouco morre. Eu morro. Escreve. Põe pra fora. Sem criatividade. Chora. Pragueja. Se pergunta. Eu sou tão ruim? Eu estou tentando. Mais um pouco. Não surta. Já surtei. Cabeça explodindo. Confusa. Doí. Está doendo.

Mais um dia. Um pouco por dia. Chove. Faz sol. Ainda está confuso. Amanhã melhora? tenta de novo. Limpa a a lágrima. Abraça o travesseiro. Finge que está tudo bem. Não está nada bem. Conserta a maquiagem. Conserta o buraco no peito. Não conserta. Não dá. Mas você precisa.  Você precisa tentar.

#TCC: Livro “Varginha: Toda a verdade revelada”

Primeiro post de 2017 tem sabor de desafio. Ou melhor, o meu projeto de trabalho de conclusão de curso. Já postei algumas vezes sobre o meu tema, que é sobre o jornalismo e ufologia.

O primeiro passo é fazer um artigo científico. Vai dar um trabalhão pois não tivemos contato ainda com esse tipo de pesquisa, uma etapa digamos que de conhecimento sobre o assunto escolhido. Não posso deixar de dizer que sim, estou em pânico. Então, decidi colher todo o material necessário primeiro para depois começar a realmente por a mão na massa.

O caso que eu decidi focar é o de Varginha, tenho certeza que todos os brasileiros lembram disso. Consegui coletar vários recortes de jornais no Arquivo Nacional – eu vou dar um beijo em quem criou esse sistema mágico – sobre o caso e isso já me deu uma base gigantesca sobre como eram as reportagens da época sobre o assunto.

Mas, o material mais interessante que obtive foi um livro do ufólogo Marco Antonio Petit, renomado na área. Comprei o livro “Varginha – Toda a verdade revelada” em uma semana e na outra já tinha devorado todo. Interessante, fascinante e de um detalhamento incrível, até porque o profissional participou de todo o desenrolar da história que ficou muito famosa não só no Brasil, mas no mundo todo.

Fotos, documentos oficiais e histórias que poucas pessoas conhecem estão no livro.

Resultado de imagem para varginha a verdade revelada

Capa do livro de Petit

Algumas pessoas me perguntaram sobre a credibilidade do caso. Particularmente o livro me fez acreditar ainda mais na veracidade dos fatos, afinal, não são duas pessoas afirmando ter tido um contato com o ser intergalático. Várias pessoas disseram a mesma coisa, descreveram da mesma forma, e dentre eles, militares colocaram em risco sua patente para descrever o ocorrido no dia 20 de janeiro de 1996.
Indico o livro para crentes, descrentes e curiosos pelo simples fato de ser espetacular de se ler. Você quer saber de tudo, é viciante. O autor termina o livro de uma forma que quase me levou as lágrimas.

“Que a consciência de cada um dos envolvidos com a história seja iluminada para que algum dia todos os detalhes que envolveram a queda de uma nave alienígena e o recolhimento de pelo menos parte da tripulação possa ser oficialmente do conhecimento de todos aqueles que já descobriram que a verdade não é filha da autoridade, mas sim de nossa vontade e dedicação em mostrar para a humanidade que a vida no planeta Terra não é uma singularidade e que existem outras civilizações entrando em contato com o nosso planeta, na certeza que, algum dia, estaremos preparados para saber, de maneira definitiva, o nosso verdadeiro lugar dentro do universo.” – Marco Petit

E assim começo a minha jornada ❤  ❤